Muitas pessoas sofrem por ter internet lenta em casa. Os vídeos travam, páginas não carregam e é comum esperar alguns minutos por algo que deveria levar segundos. Essa não é a situação ideal, principalmente, quando pagamos por vários megas de conexão.

Porém, o que a maioria da população não sabe é que existem diversos fatores que podem influenciar na velocidade da internet, não apenas a quantidade de megas comprados. Coisas como localização do modem, fiação, umidade e até problemas com seu computador podem reduzir o desempenho do serviço recebido.

Pensando nisso, colocamos abaixo os 7 principais motivos que deixam sua internet lenta e como lidar com cada um deles, facilitando para que você sempre tenha um serviço de qualidade em sua casa. Confira!

1. Roteador mal posicionado

O primeiro fator que influencia na velocidade da sua internet é a posição do seu roteador Wi-Fi. Quando os dispositivos conectados à rede estão em cômodos diferentes e distantes desse aparelho, perde-se eficiência na conexão.

Isso acontece porque o sinal Wi-Fi é uma onda de rádio que sofre mudanças em sua intensidade conforme a distância entre o roteador (emissor) e os dispositivos conectados a ele (receptores). Quanto mais distante, menor a intensidade de banda emitida, ou seja, menor a velocidade disponível. O mesmo acontece com paredes: quanto maior o número delas entre emissor e receptor, menor a intensidade recebida.

Por isso, é muito importante que o roteador seja colocado numa posição central do estabelecimento ou no cômodo onde a maior parte dos dispositivos serão conectados, como a sala de estar, por exemplo. Além disso, é preciso colocar num local alto, para evitar outras barreiras, como móveis. 

2. Proximidade como objetos que interferem no sinal 

Além do posicionamento do roteador em locais altos e centrais, é preciso considerar outros objetos e itens dentro da casa que podem influenciar na qualidade do sinal de seu roteador. Colocamos abaixo os principais deles para você se atentar:

Rede de água

A água também interfere na transmissão do Wi-Fiuma vez que ela é capaz de absorver as ondas de rádio do aparelho. Por isso, não é recomendado colocar o roteador próximo a encanamentos e locais úmidos, como nas paredes externas do banheiro, por exemplo.

Objetos ornamentais

Objetos ornamentais também podem interferir na conexão. Os espelhos, por exemplo, normalmente são compostos por lâminas de metal, o que bloqueia e reflete as ondas transmitidas pelo roteador, reduzindo a velocidade disponível.​

Janelas e vidros

Como falamos, as paredes geram bloqueios no sinal de transmissão via rádio do seu roteador. Assim como elas, as janelas e vidros pela casa possuem o mesmo efeito. Por isso, considere sua proximidade com seu emissor de sinal.

3. Modem de baixa qualidade

O modem é um aparelho eletrônico como qualquer outro, portanto, está suscetível a falhas que prejudicam seu funcionamento. Existem diferentes modelos desse equipamento: os mais simples e baratos podem apresentar mais problemas que opções mais avançadas.

Para testar sua eficiência, é preciso usar outro aparelho, avaliando se todas as funcionalidades estão em ordem. É necessário que um técnico no assunto realize o procedimento, portanto, deve-se entrar em contato com a empresa provedora para isso.

4. Fiação antiga e remendada

A instalação dos cabos e sua qualidade também impactam na velocidade da internet de uma residência. Fiações velhas e remendadas podem causar instabilidade no sinal, levando a problemas constantes de falhas na conexão. O ideal é que todos os materiais usados na instalação sejam novos para garantir que isso não aconteça.

Normalmente, a empresa provedora do serviço é responsável por esses materiais. Fornecedores de qualidade usam itens novos, porém, algumas empresas podem tentar aproveitar cabos usados para reduzir custos. Por isso, é importante procurar empresas com referências de qualidade para ser seu fornecedor.

5. Muitas pessoas usando o sinal

Além dos problemas de instalação, ter muitas pessoas usando a internet na residência pode deixá-la lenta. Quanto mais dispositivos conectados, maior a divisão da banda disponível, por isso, a velocidade é reduzida entre eles.

O uso de aplicativos que usam mais dados, como a exibição de vídeos online —  como NetflixYoutube, Globo Play —, ou downloads e uploads de grandes arquivos, impactam ainda mais na velocidade distribuída. Dessa forma, três pessoas usando apenas as redes sociais podem ficar satisfeitas com 1 mega de internet, enquanto três que usam esses aplicativos podem sofrer com a lentidão da rede.

Nesses casos em que a conexão recebida não é suficiente para atender com qualidade as necessidades de navegação da residência, é indicado procurar seu provedor e contratar um plano com maior capacidade. Nesse momento, também vale a pena considerar outras empresas, avaliando se seu plano e internet são realmente bons ou se há no mercado melhores opções disponíveis.

Muitas pessoas estão migrando para companhias de fibra óptica, uma vez que esse tipo de serviço é considerado superior aos demais, mais rápido e com melhor custo-benefício. 

6. Vírus ou malware instalados

Outro problema que pode gerar impacto negativo na velocidade de sua internet, é a presença de vírus e malwares em seus dispositivos, como computadores, celulares e tablets. Esses sistemas comprometem a qualidade da navegação e a segurança de suas informações.

Por isso, é importante manter sempre um antivírus de qualidade em seus aparelhos. Existem opções gratuitas no mercado que oferecem uma proteção adequada, bem como soluções pagas mais completas.

Realizar uma varredura periódica nos dispositivos é uma boa prática para detectar problemas em estágio inicial. Alguns vírus e malwares podem passar despercebidos e serem identificados nesse processo. Caso necessário, tenha um técnico de confiança para acompanhar sua rede.

7. Provedor instável

Por fim, é possível que a internet lenta seja resultado de um provedor instável de dados. Muitas empresas apresentam momentos em que a conexão geral fica indisponível para seus clientes. Esses problemas podem ser gerais ou localizados, em apenas um ou mais bairros ou regiões.

A instabilidade pode ser momentânea, causada por modificações na rede, como consertos e testes, ou então por imprevistos, como acidentes que danificam a fiação, por exemplo. Por isso, é importante entrar em contato com seu provedor quando a velocidade é reduzida ou interrompida.

Outro problema no provedor que impacta a qualidade de conexão da sua internet é a sobrecarga, ou seja, quando sua infraestrutura possui mais clientes do que suporta. Nesse caso, todos os usuários são prejudicados.

Para lidar com isso, é possível fazer um teste de banda larga recebida, avaliando se a velocidade está de acordo com o contratado. Existem diferentes plataformas para isso, basta fazer uma busca no Google e selecionar a desejada. Caso verifique que a conexão é menor do que o devido, você pode reclamar e solicitar que isso mude.

Esses são os mais comuns e importantes fatores que impactam na velocidade da sua internet. Verifique todas elas com frequência para garantir que sua navegação esteja sempre com a maior qualidade possível.

Gostou de saber quais os principais motivos que geram internet lenta na sua casa e como lidar com cada um deles? Então, não se esqueça de nos seguir nas redes sociais para receber mais dicas como estas. Estamos no FacebookTwitter e LinkedIn!