Com o advento da computação moderna e a chegada da internet, muitos benefícios surgiram para a população. No entanto, com o bônus surgiu o ônus: o vírus de computador. Há muito tempo os hackers exploram falhas de segurança para terem acesso a dados privados, trazendo grandes prejuízos para os usuários.

Por isso, é importante tomar medidas para evitar esse tipo de ataque e manter as suas informações seguras. Pensando nisso, preparamos este texto para que você conheça quais são os principais tipos de vírus e como evitá-los. Confira agora!

Principais vírus de computador

Na atualidade, os vírus se dividem em várias categorias e cada uma apresenta diferentes objetivos e formas de ataques. Veja a seguir alguns em destaque!

Keylogger

Os keyloggers são softwares de computador que visam monitorar, armazenar e enviar tudo o que foi digitado pela vítima para um terceiro. Nos dias de hoje, os keyloggers são inseridos em outros códigos prejudiciais como os trojans, que têm o objetivo de acessar dados bancários.

Adware

O adware é qualquer programa cuja função é executar automaticamente e exibir um grande volume de anúncios, sem que o usuário tenha dado a devida permissão.

Backdoor

É um mecanismo usado por vários malwares para promover acesso remoto a softwares ou à rede infectada. Esse programa busca explorar falhas problemáticas não documentadas em aplicações instaladas, desatualizadas e do firewall para ter acesso às portas do roteador.

Browser Hijacker

Trata-se de um tipo de vírus de computador que tem por meta a mudança das principais configurações do navegador. Quando instalado, modifica a homepage e as formas de busca. Demonstram anúncios em páginas legítimas e redirecionam o usuário para sites maliciosos que podem apresentar exploits ou outras pragas digitais.

Trojan Horses

Os Cavalos de Troia mantêm-se ocultos enquanto baixam e instalam ameaças em computadores e laptops. São conhecidos por responder pelo primeiro estágio de infecção de dispositivos digitais. Eles aparecem em mensagens de e-mail, arquivos de música, sites maliciosos, entre outros.

Além disso, esse tipo de vírus se aproveita de vulnerabilidades presentes no navegador para instalar softwares maliciosos no computador.

Rootkit

Rootkit são trojans que usam mecanismos avançados de programação para serem instalados em classes profundas ou não documentadas do sistema operacional. As suas funções mais devastadoras são: a sua capacidade de recuperação, reinstalando-se mesmo depois da limpeza do computador; e sua disseminação em alta velocidade.

Spyware

Esse tipo de software apresenta a característica de espionagem e visa captar dados sobre os costumes dos usuários na internet, com o objetivo de distribuir propaganda “customizada”.

Time Bomb

O Time Bomb é um tipo de malware que apresenta contagem regressiva. Ele é uma ameaça preordenada para ser executada em uma certa ocasião no sistema operacional, provocando sérios danos.

Worm 

Esse tipo de vírus de computador apresenta a função de se autorreplicar sem a necessidade de infectar arquivos legítimos, produzindo cópias funcionais de si mesmo. Tais características fazem com que os worms se espalhem rapidamente por redes de computadores e drives USB.

Além disso, eles podem ser repassados por mensagens de e-mail, criando anexos problemáticos e os enviando para as listas de contato da conta invadida.

Greyware

É um malware que se encontra na chamada zona cinzenta, entre o software normal e um vírus, provocando mais irritação do que problemas, como programas de piada e adware. Assim, o Greyware refere-se a uma ampla gama de softwares que são instalados sem a permissão do usuário.

Joke Program

Tratam-se de mecanismos ou códigos criados para provocar danos temporários ao sistema operacional, como travamentos e alterações inesperadas de comportamento. Os códigos dessa natureza não causam nenhum dano real ao computador.

Macros

Os Macros são uma série de comandos coagidos que podem ser configurados em programas como Word e Excel. Desse modo, vários documentos com instruções prejudiciais podem ser criados, atingindo outros dados ou executando planos prejudiciais toda vez que eles forem realizados. Em sua grande parte, a ação é feita ao abrir ou fechar um documento dessa extensão.

Ransonware

São códigos maliciosos que retêm arquivos ou todo o sistema do usuário por meio de técnicas de criptografia. Após o “sequestro”, o malware apresenta mensagens exigindo o depósito de uma certa quantia ou a compra de alguma mercadoria, informando que em seguida fará o envio da senha que libera os arquivos. Contudo, mesmo depois do pagamento, o usuário não recebe senha alguma.

Trojan Banking

É o trojan caracterizado pelo acesso a dados bancários, redes sociais, sites de compras e servidores de e-mail. As formas utilizadas são as mesmas de um trojan comum, sendo partilhado como um software ou arquivo legítimo, em sites infectados ou e-mails.

Dicas para evitar a invasão de vírus no computador

A proteção contra os vírus de computador pode ser feita a partir de algumas técnicas baseadas na capacidade do usuário de identificar aquele tipo de conteúdo malicioso. Saiba agora como se proteger!

Instale um antivírus

A primeira coisa para proteger o seu sistema dos vírus de computador é instalar um antivírus. Ele vai evitar que qualquer arquivo malicioso tente acessar o seu equipamento e avisa sempre que algo suspeito ocorrer.

Esteja sempre atualizado

Outra dica importante é sempre atualizar o computador: antivírus, navegador e softwares precisam estar em dia. Quando uma empresa libera uma atualização de algum programa, quer dizer que aquela nova versão é mais segura e, teoricamente, corrige erros da versão anterior.

Faça backups periodicamente

Realizar backups de arquivos pessoais importantes, como documentos e fotos é muito importante. Por isso, salve-os em um disco rígido externo, CD, pen drive ou algum serviço de armazenamento em nuvem. Dessa forma, você pode recuperar tudo se houver algum problema com o computador.

Tenha cuidado com links desconhecidos

Nada de abrir e-mails de remetentes desconhecidos. Acessar links desconhecidos pode infectar o seu computador. Também procure entrar apenas em sites confiáveis, e  tenha muita cautela na hora de baixar arquivos de fontes que você não conhece. 

Se você quiser garantir, baixe o arquivo e solicite que um antivírus faça uma varredura no conteúdo antes de abrir.

Troque as suas senhas

Modifique as suas senhas de acesso ao banco, redes sociais, e-mails constantemente. Além disso, não utilize a mesma senha para mais de uma conta.

Enfim, essas são questões simples, mas que podem garantir que programas maliciosos não infectem a sua máquina. Como você pôde perceber, os vírus de computador podem provocar vários problemas de segurança e cabe a você diminuir os riscos provocados por esse tipo de infecção.

E aí, gostou do post? Que tal saber agora qual a velocidade de internet ideal para cada atividade?